1 Quadro

Orientações gerais para apresentação e julgamento de coleções na classe

Um Quadro (One Frame Class)

Neste documento são apresentadas as normas gerais que regulam a apresentação das coleções na classe "Um Quadro” e a distribuição de pontos utilizada no seu julgamento.

 

1 - Objetivos da classe Um Quadro

 

a) Apoiar a entrada de novos expositores no cenário das exposições filatélicas competitivas.

b) Possibilitar, aos expositores com experiência, a oportunidade de preparar e expor coleções dentro de temas ou assuntos com abordagem limitada.

 

2 – Temas ou assuntos das coleções de Um Quadro

 

As coleções de Um Quadro devem ser baseadas em um assunto ou tema que seja mais bem tratado como um único quadro (16 folhas expositivas). Exemplos:

a) Estudo de um ou dois selos postais ou uma pequena série de selos, com uma abordagem da classe de Filatelia Tradicional.

b) Uso restrito (tempo ou local) de marcas filatélicas.

c) Serviços postais especiais.

d) Estudo de variações em Inteiros Postais.

e) Estudo de selos fiscais de uso restrito.

          No caso de coleções na classe de Filatelia Temática, que venham a ser expostas em Um Quadro, somente temas extremamente restritos podem ser aceitos.

 

3 - Coleções de Um Quadro podem vir de quase todas as classes de competição FIP

 

As exceções, aqui, são as coleções nas classes de Literatura Filatélica, Filatelia Moderna, Filatelia Aberta e Filatelia Juvenil.

 

4 - Coleções na classe Um Quadro podem ser apresentadas tanto por expositores iniciantes quanto por expositores experientes

         

          Para os expositores iniciantes, é muito importante que a sua coleção de Um Quadro seja tratada de forma justa e correta, especialmente em exposições filatélicas nacionais e regionais. É da responsabilidade dos jurados diferenciar e reconhecer o nível e a qualidade da coleção em exame, para avaliá-la corretamente. Apenas coleções que venham a atingir 75 pontos estarão qualificadas para participar de uma exposição internacional FIP.

5 - Pontuação

 

           São estes os valores de pontuação recomendados pela FIP para a avaliação de coleções de Um Quadro (exceto para a Classe Temática):

a) Tratamento = 30 pontos.

b) Conhecimento Filatélico, Estudo pessoal e Pesquisa = 35 pontos.

c) Estado e Raridade = 30 pontos.

d) Apresentação = 5 pontos.

Total = 100 pontos.

 

          Na Classe temática, a pontuação recomendadada é a que segue:

a) Tratamento  = 35 pontos.

b) Conhecimento Filatélico, Estudo pessoal e Pesquisa = 30 pontos.

c) Estado e Raridade = 30 pontos.

d) Apresentação = 5 pontos.

Total = 100 pontos.

6) Divulgação dos Resultados 

          Na Classe Um Quadro, diferentemente das demais, a orientação da FIP é que o colecionador receba apenas um Diploma/Certificado com a pontuação obtida, não sendo definido qualquer intervalo referente à medalha. 

          A entrga de Medalha aos expositores para coleções nesta Classe de Competição é facultativa e a mesma, caso ofertada, deverá ser igual para todos os participantes, independentemente da pontuação obtida.

7) Penalização Coleções

 

As coleções deverão ser penalizadas quando o assunto/tema escolhido seja entendido, pelo Júri, como incorreto para o desenvolvimento de uma coleção de Um Quadro. A penalização irá depender do grau de incorreção ou das lacunas apresentadas pela coleção. A penalização por este fato será de 5 pontos, pelo menos.

 

8) Qualificação

 

Uma coleção de Um Quadro, para ter qualificação para participar de uma exposição FIP, deve estar qualificada a nível nacional. É obrigatório que a coleção tenha obtido, pelo menos, 75 pontos em uma exposição nacional para estar qualificada a nível FIP.

 

9) Limitação de participação

 

O número de participantes e de coleções aceitas nesta Classe dependerá exclusivamente da infraestrutura da exposição a que se referir. Cabe à comissão organizadora de cada exposição decidir sobre eventuais limitações quanto à participação de coleções de Um Quadro.  

 

10) Observação

Não é recomendado que uma mesma coleção de Um Quadro seja expostas em exposições Internacionais mais de três vezes. É recomendação da FIP que um número mínimo de 50 coleções de Um Quadro seja aceito a cada exposição internacional por ela chancelada.